Dicas para hospedagem em albergue.

 

imagem-de-albergue

Albergue San Miguel

 

Fonte: danscaminotravels

 

Hospedagem em albergue.

Está sem muito dinheiro mas não quer abrir mão de viajar pelo mundo? Uma das melhores opções, neste caso, são os albergues – ou hostels, dependendo do lugar do mundo que você esteja. Com preços baixos, principalmente devido a seus espaços não serem privativos e sim coletivos, os albergues são a escolha de jovens viajantes. Assim, compilamos uma lista das principais considerações que você deve levar em conta na hora de escolher este tipo de hospedagem.

 

imagem-de-dormitório-de-hostel

 

Fonte: Wikipédia

Do que fugir?

Pra início de conversa, vamos começar avisando sobre o que você deve olhar para descartar um albergue de sua lista de possibilidades.

  1. Percevejo de cama:

 

Muito comum em alguns lugares do mundo, antes de marcar sua reserva em algum albergue, é bom você se informar sobre a presença desses monstrinhos. E, ainda mais importante, ver se você não possui alergia a eles – algo pouco incomum. Com a alta rotatividade dos habitantes das camas, somente albergues bem cuidados não possuem algum visitante indesejável perambulando seus colchões.

       2.Armários:

Por possuir ambientes e quartos coletivos, um albergue sem armários individuais para que você possa deixar seus pertences não é uma boa escolha. Sempre se informe sobre a quantidade e qualidade dos armários, se possuem fechadura própria, se o albergue oferece cadeados ou se você tem que levar o seu. Segurança em primeiro lugar.

 

imagem-de-armário-de-albergue

 

Fonte: Wikipédia

3. Wi-fi grátis:

Ao viajar pelo mundo moderno, é impossível ficar sem celular. Seja para ver meios de transporte, mapa da cidade ou os locais mais interessantes para visitação, o celular reúne tudo que você precisa. Contudo, boa parte dessas informações necessitam de uma conexão com a internet. Assim, um ponto obrigatório na escolha de um albergue é saber se há conexão wi-fi no local.

 

  1. Superlotação:

Dois é pouco, quatro é bom, mais que sete é bagunça. Ao escolher o albergue, certifique-se que os quartos não possuem mais que oito camas no ambiente. É comum que, em cidades cosmopolitas, os albergues tenham mais que isso. Contudo, se você não consegue viver com a sua bagunça, imagine com a de mais sete pessoas. Sem contar a entrada e saída constante de pessoas. Às vezes, vale a pena pagar mais e ter um pouco mais de conforto à noite.

          5.Localização:

Fuja de lugares muito próximos a centros noturnos – se os seus colegas de quarto te deixarem dormir, pode ser que vizinhança não deixe. Do mesmo jeito, fuja de lugares muito afastados. O gasto com o transporte pode acabar pesando, assim como pode dificultar o acesso a certas partes da cidade.

 

Com estas cinco dicas, você está pronto a escolher um com albergue para sua estadia.

O que levar?

 

imagem-de-turista-preparando-mochila

 

 

Fonte: MOVEBLA

Não se esqueça dos itens básicos de um mochileiro:

  • Cadeado, para proteger seu armário;
  • Chinelo, para proteger seus pés do chão do banheiro;
  • Toalha e roupa de cama, caso o albergue não disponibilize;
  • Sacos de pano/sacolas plásticas, para separar suas roupas e pertences e não acabar sujando sua roupa limpa com a suja;
  • Lanterna, para não precisar acordar a todos do quarto quando chegar tarde ou precisar sair cedo (a do celular já tá valendo!).
  • Protetores de ouvido, se seu sono é leve e não quer ser incomodado;
  • Extensão de tomadas, já que muitos albergues oferecem poucas tomadas por quarto.

 

Depois dessas dicas, é pegar a mochila e partir para seu ponto de destino!

E não se esqueça de contar sua experiência para gente:

 

[contact-form][contact-field label=’Nome’ type=’name’ required=’1’/][contact-field label=’Email’ type=’email’ required=’1’/][contact-field label=’Site’ type=’url’/][contact-field label=’Comentário’ type=’textarea’ required=’1’/][/contact-form]