Documentos para Travessias em Fronteiras com carro.

 

 

imagem-de-mapa-mundi

 

 

 

Ser um viajante é muito bom, mas também existem burocracias.

Entrar em um país sendo ele nosso vizinho, também requer algumas regras.

 

No artigo anterior relatamos como você deve se preparar a respeito do seu meio de transporte a ser utilizado em sua viagem. 

Agora vamos lhe por a par de quais documentos são necessários para você que deseja conhecer nossos vizinhos de fronteiras com seu carro.

 

 

Prepare-se e desvendem fronteiras

 

 

Carta Verde  

– Seguro obrigatório para cobertura de danos a pessoas que estejam fora do carro, como pedestres ou ocupantes de outros veículos.

Afinal, você esta de viagem e não pretende causar problemas para você e os outros. Seu carro sendo registrado no Brasil, não pode circular sem esse documento.

Atenção, você pode ter o carro apreendido em uma blitz.

Para obter esta carta você pode procurar um corretor de Seguros ou ir diretamente ao Banco do Brasil. O valor a ser pago depende do tempo de permanência e o prazo pode ser de 30 dias.

 

Documentação do motorista que vai cruzar uma fronteira.

Se o documento do veículo estiver em nome do próprio condutor, basta portar o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).   Se seu carro for alugado ou de oura pessoa é necessário à autorização do proprietário, registrado em cartório e com firma reconhecida. Essa autorização também é necessária se seu veículo estiver financiado ou alienado. Para conseguir a autorização é preciso consultar a financeira de seu veículo.

 

A documentação dos ocupantes também deve estar em dia com fotos atuais.

Nos países do MERCOSUL,  vizinho do nosso país não é necessário passaporte. Basta identidade original, lembre-se que a carta de motorista não é valida como documento de identificação. Já no Chile é necessário passaporte.

 

Carteira de Motorista Internacional-

Nos países do MERCOSUL só é necessário nossa Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Mas existem países como a Colômbia, que prefere a Permissão Internacional para Dirigir, ou PID, válida em todos os países da Convenção de Viena. O PID , serve como tradução da CNH. Atenção, ela não elimina a necessidade de apresentação de sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH), portanto não se esqueça de leva-la.

 

  • Estando a documentação em ordem não se esqueça de verificar se seu carro está em perfeito estado para pegar a estrada. Além de tudo que já é exigido em nosso país, não se descuide de verificar os itens exigidos pelos outros países. Na Argentina  por exemplo,  são exigidos pelo menos dois triângulos. Verifique as leis de trânsito do país que pretende visitar para não causar dificuldades em sua viagem e de quem está com você.

 

Verifique as legislações de trânsito

 

imagem-de-desenho-de-guarda-de-transito

 

Tomando cuidado, você fará uma viagem tranquila e cheia de boas lembranças.

Esperamos tê-los ajudado em saber o que fazer e ter seu destino cumprido.

 

Afinal, o Caminha Gente está na estrada junto com você.

 

 

 

+informações:

http://www.pf.gov.br/servicos/passaporte

 

 

 

 

[contact-form][contact-field label=’Nome’ type=’name’ required=’1’/][contact-field label=’Email’ type=’email’ required=’1’/][contact-field label=’Site’ type=’url’/][contact-field label=’Comentário’ type=’textarea’ required=’1’/][/contact-form]