ALDEIA INDÍGENA

Conhecendo os descobridores do Brasil

Nunca imaginei que iria viver uma experiência de viagem tão forte e especial como essa que presenciei.

Juntamente com o Pocando no ES tivemos o prazer de conhecer mais sobre os índios que habitam terras no município de Aracruz ES no norte do estado do ES.

entrada-da-aldeia-com-indios-de-madeira-esculpidpo

Essa é a entrada da aldeia temática pela estrada de acesso a rodovia

 

Venha conferir o que presenciamos e sentimos ao lado desse povo que tem muita história para contar.

 

 Aldeia Indígena Temática Piraquê-açu

Confesso que já tive vontade de fazer essa visita á uns anos atrás, mas como sempre o tempo foi meu vilão.

Tenho certeza que tudo tem seu tempo e local certo para muitas coisas acontecerem em nossas vidas e também para respostas.

Estava ansiosa como muitos que ali faziam parte de nossa aventura mais meu coração estava palpitante de ansiedade.

Recepção

Ao chegarmos no pier fomos recebidos pelo Cacique Pedro e duas crianças que brincavam á beira do rio.

indio-ajudando-a-ancorar-barco-a beira do rio

Logo na entrada da ALDEIA INDÍGENA você fica encantado com a temática, pois representa bem uma aldeia original.

Ela foi construída para a realização de um filme que retrata a vida e o dia-a-dia dos índios, teve a participação do ator capixaba Chay Suede.

Hoje a aldeia temática recebe os turistas e gera renda para os índios da aldeia Piraquê-Açu.

Logo fomos sentar á sombra das árvores e saber um pouco da historia do povo que ali vive.

 

Quem são

O Cacique Pedro nos conta que todos ali vivem do turismo e que os índios são preparados para receberem os turistas.

Realizam curso de capacitação para receber turistas e fazem disso renda e sustentabilidade na aldeia.

O Cacique também nos conta o significado do nome do rio que dá nome a aldeia.

Piraquê-Açu significa peixe grande – e olha que realmente tem em abundância nas águas, pois vi vários se exibindo.

Também nos conta que seu nome na língua Guarani é Karai Peru.

Também nos apresentou seu filho Rodrigo um dos que estudou, fez curso de turismos e hoje é guia e contar sobre seu povo aos turistas que os visitam.

Eles demonstram o orgulho de ser quem são e contam que existe preconceito por onde passam.

foto-demonstrando-o-cacique-e-seu-filho

O Cacique e seu filho nos contam um pouco da historia de seu povo na região.

Rodrigo nos conta que ser índio para muitas pessoas é como se ele fosse um ser estranho e que recebe criticas.

Ele relata que isso para ele não o atinge mais e que tem orgulho de levar suas origens a quem interessar.

Lamentável saber que o preconceito está por diversos locais do mundo e que existem pessoas que carregam esse mal dentro delas.

 

O que você vai encontrar na Aldeia

Visitando a aldeia você vai poder experimentar da culinária indígena, conhecer o artesanato e saber da história do povo.

Os artesanatos são confeccionados com muito capricho e são brincos, chocalhos, cestas, penas pintadas artesanalmente entre outros.

foto-de-onde-ficam-expostos-os-artesanatos

Os materiais ficam expostos para que o visitante possa escolher e admirar a arte indígena

Culinária

A culinária é de dá água na boca, experimentamos uma espécie de massa que se chama Inhabi.

refeição-oferecida-pelos-indios-aos-visitantes

Refeição preparada pelos índios para receber seus visitantes. Uma massa tipo nhoc, vale apena experimentar.

Muito parecida com o nhoque italiano que leva trigo, caldo e pedaços de frango, bem parecido com uma sopa, gostoso.

 

Como se chega a Aldeia

Existem dois caminhos para se chegar á reserva onde se encontra a Aldeia Temática que visitamos.

Você pode realizar pelo passeio de escuna através das águas do Rio ou pela estrada.

A entrada se encontra logo após a travessia da Ponte Santa Cruz sobre o Rio Piraquê-Açu.

Do lado esquerdo vindo de Vitoria você verá uma placa e a entrada é logo ao lado.

 

Aldeias que existem em Aracruz

No município encontra-se índios de etnias Tupinikins e Guaranis.  Essas etnias são no total 09 aldeias e distribuídas como 04 Guaranis e 05 Tupinikins.

Os Guaranis que vieram da região sul do país na década de 60 mantiveram sua língua, religião, arte e suas manifestações culturais como as que nos foi apresentada.

Os Tupiniquins que sobreviveram ao contato com o homem branco perderam algumas de suas características, porém resistiram seus grupos culturais como referencia a sua cultura.

 

Aldeias indígenas de Aracruz:

Caieiras Velha

Boa Esperança (TEKOÁ PORÃ)

Irajá

Comboios

Pau Brasil

Piraquê-Açu (PEIXE  GRANDE)

Três Palmeiras (BOAPY PINDO)

A despedida

Ao final conhecemos a avó da aldeia e sua simpatia e simplicidade me comoveu.

Vi nos olhos dela algo que não sei explicar.

Quando os jovens foram apresentar sua dança que expressa o amor e respeito pela natureza e pelo criador as lagrimas me desceram no rosto.

Sou muito apaixonada pela criação de Deus e por ELe, lógico.

Tudo que eles falavam na língua deles nas canções expressadas eu não entendia uma palavra, mas de alguma forma me tocaram.

jovens-apresentando-seus-cantos-e-dança

Jovens apresentando suas canções e dança

 

Só você indo, vivendo a experiência pra entender o que estou falando.

Visite, prestigie esse povo que faz parte da nossa história e que realmente descobriram o Brasil.